A Heineken, marca de cervejas, está incentivando e colaborando com a qualificação do espaço urbano por meio da implementação de parklets na cidade de São Paulo. Outro projeto com um conceito parecido foi a instalação do bar temporário Heineken Up on the Roof, que segue uma tendência de metrópoles de vários países, chamada Urban Hacking (movimento de ocupação e qualificação de espaços públicos).

A princípio, foram instalados quatro parklets temporários em quatro estabelecimentos gastronômicos diferentes, como bares e restaurantes. A manutenção dos parklets Heineken é feita em parceria com os respectivos estabelecimentos gastronômicos durante todo o período em que o parklet estiver instalado.

A Heineken fez uma parceria com a Parkl [it] para implementar estes parklets em São Paulo. A Parkl [it], na verdade, é um coletivo composto por uma fábrica de design, a Contain[it]; pelo Instituto Mobilidade Verde (uma ONG especializada em mobilidade urbana), e por mais três estúdios de arquitetura e urbanismo: a H2C Arquitetura, o Super limão Studio e o Zoom Arquitetura e Urbanismo.

O primeiro parklet Heineken foi instalado em Março de 2015, em frente ao restaurante Barê , localizado na Alameda Lorena, 1892 – Jardins, que oferece delícias da cozinha contemporânea. O parklet Heineken Meats, por sua vez, está localizado na Rua dos Pinheiros, em frente ao número 320. O parklet Heineken Pasquim Bar & Proza, localizado na Rua Aspicuelta, em frente ao número 524 em Pinheiros, foi inaugurado no mês de Abril de 2015.

 

Na Rua Manuel Guedes, em frente ao número 243 – Itaim Bibi, está localizado o Zena Caffé, onde havia o projeto de ser instalado mais um parklet Heineken, porém esse parklet não chegou a ser instalado pois o projeto foi abortado.

Os projetos idealizados pela cervejaria Heineken foram desenvolvidos a partir da programação visual da própria marca, pois buscavam um parklet que fosse contemporâneo e inovador. Sua forma é dinâmica devido a desconstrução de uma estrela de cinco pontas, criando uma massa facetada. Essa escultura é inserida na cidade, mudando a paisagem urbana do local e podendo ser utilizada pelos cidadãos que por ali passam diariamente.

Os parklets foram construídos com os seguintes materiais: madeira, chapa de aço lisa e perfuradas, assentos e encosto em compensado naval pintado, além do piso em placas cimentícias. Foram usadas as cores verde e cinza em linhas transversais para remeter a identidade visual da marca Heineken. Os parklet possuem duas versões: de cinco ou dez metros de comprimento por dois ou vinte metros de largura.

parklet Heineken, além de ser composto pelo mobiliário urbano também é composto por placa solar. Durante o dia essas placas captam a energia armazenada em uma bateria, já no período noturno elas ativam a iluminação interna de LED, mudando o visual do parklet, com desenhos que são formados pelas próprias chapas de aço, que são vazadas.

Segundo Bernardo Spielmann, diretor de marketing da marca Heineken e patrocínios da Heineken Brasil: “Criando um novo cenário nas ruas de São Paulo, vamos incentivar a interação das pessoas em locais públicos, convidando-as a explorar espaços e descobrir novas formas de lazer e convívio na perspectiva urbana”.